#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Zeca alega atrasos e aciona a justiça para deixar o Santos

Zeca não deve mais jogar pelo Santos. Por meio de seu advogado, o lateral esquerdo entrou com pedido de rescisão contratual na Justiça do Trabalho alegando falta de pagamentos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) de 2014 e 2015, e usou também as agressões sofridas no aeroporto de Congonhas, na última sexta, para reforçar seu plano de sair do clube imediatamente. O pedido de liminar foi negado e uma audiência está marcada para abril do ano que vem. Após a folga dupla do elenco, Zeca não apareceu para treinar na última quarta com o argumento de que precisava resolver questões particulares no Paraná, sua terra natal. Porém, o camisa 37 também faltou nesta quinta e não deu justificativas.
Durante a noite, o clube foi notificado oficialmente e a OTB, empresa que cuida da carreira de Zeca, deve se manifestar nesta sexta. Internamente, os santistas estão ‘tranquilos’, pois acreditam que o lateral não deve ter êxito com a ação na Justiça por falta de embasamento. Os dirigentes santistas, desde que o Peixe aderiu ao Profut (Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro), os depósitos do FGTS começaram a ser parcelados e os pagamentos deixaram de acontecer de forma individualizada. Sendo assim, o lateral receberia a quantia assim que deixasse o Peixe. O clube acredita que a ação será julgada improcedente.
Se o lateral não se reapresentar nos próximos dias, o Peixe pode solicitar a rescisão indireta do contrato por justa causa. Mesmo assim, os santistas já não contam mais com o futebol do camisa 37. Zeca foi revelado pelas categorias de base do Peixe em 2014, já fez 141 jogos pela equipe profissional, marcou quatro gols e tem contrato com vencimento em dezembro de 2020. A multa rescisória é de 50 milhões de euros. Atualmente, o clima entre Zeca e a torcida santista é dos piores. Tudo porque o jogador acabou fazendo uma postagem em uma rede social em que rebatia os críticos de seu futebol. Após o empate com o Sport na Ilha do Retiro, a Vila Belmiro foi pichada em protesto que teve Zeca como um dos principais alvos. E, no retorno da delegação alvinegra a São Paulo depois no jogo no Recife, o lateral acabou levando um tapa no aeroporto.
Foto: Ivan Storti/SFC

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply