#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Abre Aspas Exclusivo: Os 30 anos de carreira de Rivelino Teixeira

Rivelino Teixeira, jundiaiense, amante do rádio e inspirado em Fiori Gigliotti, Osmar Santos e Hélio Luiz. Sua paixão pela profissão vem desde muito cedo quando ainda ouvia transmissões no antigo rádio que seu pai, José Teixeira, tinha. Ele é formado pela Faculdade Campo Limpo Paulista e iniciou na profissão em Jundiaí, na antiga rádio Santos Dumont AM, onde hoje é a rádio Cidade. Uma trajetória de 30 anos de carreira que viveu grandes momentos com o Paulista de Jundiaí. Uma conversa que projeta sonhos futuros de quem muito sabe dentro e fora das quatro linhas sobre o respeito e o amor a quem faz do esporte uma grande oportunidade de sermos melhores em tudo.

Vagner: Seu saudoso pai, José Teixeira, se marcou como a maior inspiração para a sua carreira. Como era a relação de vocês e o quanto os ensinamentos dele lhe acompanham nessa longa história esportiva?

Rivelino: Sim, papai foi a minha a maior fonte de incentivo. Ex jogador de times do interior como Marilia, Noroeste, Tupã. Seo Teixeira era um doido por futebol e pelo rádio, e até porque não tinhamos televisão em casa e era tudo pelo radio.

Vagner: Fiori Gigliotti, Osmar Santos e Hélio Luiz foram nomes que inspiraram a sua carreira, com início na Rádio Santos Dumont AM e passagens por outros veículos. Como vê o momento atual do rádio esportivo no país diante da renovação que vem sendo proposta pela televisão e internet na comunicação?

Rivelino: É isso mesmo. Nomes que marcaram minha vida. O rádio esta se transformando, a alta tecnologia se faz necessária, o problema são como estão administradas, o profissional está em quarto plano, esqueceram de qualidade e tudo é dinheiro.

Vagner: Pode ser cruel citar algum momento marcante em tantos anos de profissão, mas falando especificamente do Paulista, como foram os anos vividos na cobertura do clube de sua cidade natal?

Rivelino: Momentos inesquecíveis, os melhores da minha vida, o Paulista faz parte da minha vida e foi tudo onde convivi com a comunicacão, tempos românticos e de respeito entre todos.

Vagner: Com o desligamento de seu último trabalho no SporTV, como sonha os seus próximos anos de carreira?

Rivelino: Foi um choque, da forma como fizeram e eu no melhor momento, foi por outros interesses e até agora não me deram o motivo. Mas só tenho à agradecer a oportunidade que tive, aprendí muito. Quanto ao futuro, gostaria de voltar sim em outra frente, e vou esperar por alguns meses, mas se não surgir algo do meu interesse e desafiador, não descarto encerrar a "carreira" e partir para outra depois de 30 anos.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply