#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Com ofensas de Bruno Silva a torcida, Botafogo perde mais uma em casa

O Atlético-GO venceu por 2 a 1 o Botafogo, nesta quinta-feira, no estádio Nilton Santos. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 33 pontos e ainda sonham com a permanência. Já os alvinegros seguem com 51, dentro da zona de classificação para a Libertadores, mas longe do G-4. O revés também fez os donos da casa deixarem o gramado vaiados pela torcida, que cobrou muito os atletas. Bruno Silva ofendeu a torcida gravemente ao sinalizar que está "dando no pé" da equipe carioca. Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o São Paulo, no domingo, na capital paulista. Já o Atlético-GO vai buscar a terceira vitória seguida, contra a Chapecoense, em Goiânia, para manter a esperança de seguir na elite em 2018.
Os goianos tiveram gol anulado antes de criarem a primeira chance do jogo, aos 12. Após bola levantada na área, Luiz Fernando apareceu atrás da zaga e cabeceou sem ângulo, mas com perigo.
Os alvinegros quase abriram o placar aos 18. Após falta cobrada na área, Igor Rabello se antecipou a Kléver e cabeceou próximo ao gol. A resposta dos visitantes veio três minutos depois, com Jorginho, que cabeceou por cima do travessão. Aos 31 minutos, Bruno Silva foi lançado na área, mas cabeceou por cima do travessão. Cinco minutos depois, foi a vez de Arnaldo chutar da entrada da área e parar em grande defesa de Kléver. O Atlético-GO aproveitou os espaços para abrir o placar aos 40 minutos. Jorginho recebeu na entrada da área, passou por Igor Rabello e chutou sem chance de defesa para Gatito Fernández. O Botafogo empatou aos 43 minutos. João Paulo arriscou de longe e acertou o canto.
No segundo tempo, o Botafogo tentou pressionar nos primeiros minutos, mas na primeira chegada com perigo, os goianos marcaram o segundo gol. Igor chutou de longe, Gatito Fernández espalmou para fora da área, mas a bola sobrou para Breno Lopes. O lateral esquerdo cruzou para Luiz Fernando tocar para a rede. O revés fez a torcida novamente começar a vaiar o Botafogo. Os principais alvos eram Bruno Silva e Guilherme. Os alvinegros sentiram a pressão e pouco produziam na frente. O Atlético-GO continuava a aproveitar os contra-ataques, mas pecavam no passe final. O Botafogo só conseguiu chegar com perigo aos 28 minutos. Após escorada de Joel Carli de cabeça para a entrada da área, Arnaldo chutou rasteiro para o gol. A bola ainda desviou na zaga e obrigou o goleiro Kléver a fazer a defesa com os pés. No minuto seguinte, foi a vez de Rodrigo Pimpão cruzar para Vinícius Tanque. No entanto, o atacante finalizou para fora.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 2 ATLÉTICO-GO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de novembro de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 20h(de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Guilherme (Botafogo); Luiz Fernando, Ronaldo e Andrigo (Atlético-GO)
Gols: BOTAFOGO: João Paulo, aos 43 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-GO: Jorginho, aos 40 minutos do primeiro tempo; Luiz Fernando, aos 14 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva (Rodrigo Pimpão), João Paulo e Marcos Vinícius (Leo Valencia); Guilherme e Brenner (Vinícius Tanque)
Técnico: Jair Ventura

ATLÉTICO-GO: Klever, Jonathan (Marcão Silva), William Alves, Gilvan e Breno Lopes; André Castro, Igor (Ronaldo), Andrigo (Eduardo Bauermann) e Jorginho; Luiz Fernando e Diego Rosa
Técnico: João Paulo Sanches

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply