Colunas

Flomena Cheyech vence prova feminina e Admasu conquista bi no masculino

A prova feminina da 93ª Corrida Internacional de São Silvestre teve como vencedora a segunda colocada na edição do ano passado, Flomena Cheyech. A corredora do Quênia, conquistou a vitória neste ano com o tempo de 50min18s. Com um ritmo intenso desde os primeiro metros, a corredora que disputou utilizando o número 1 no peito, abriu uma enorme vantagem logo no início. Na edição passada, a escolha de Flomena havia sido ter um começo de prova menos desgastante, porém a recuperação final não atingiu o resultado esperado, apesar de um tempo melhor em relação ao deste ano: 49min15s. Entre as participantes brasileiras, a melhor colocada foi Joziane Silva Cardoso, que encerrou a prova na décima colocação.

Confira o pódio da prova feminina da São Silvestre:

1: Flomena Cheyech (QUE) – 50min18s
2: Sintayehu Hailemichael (ETI) – 50min55s
3: Birhane Dibaba (ETI) – 50min77s
4: Wude Ayalew Yimer – 51min35s
5: Paiskalia Chepkorir – 51min55

A prova masculina da 93ª Corrida Internacional de São Silvestre foi marcada por muita chuva, mas também uma disputa bastante equilibrada pelo mais alto lugar no pódio. Depois de um início de prova intenso, o corredor nascido na Etiópia e naturalizado barenita Dawit Admasu teve um tempo de 44m17s chegou na primeira posição, conquistando o bicampeonato da corrida. Com isso, a disputa entre homens continua sem um campeão brasileiro desde a edição de 2010, quando o vencedor foi Marílson Gomes dos Santos. Depois de não começar entre os primeiros no início da prova, Admasu apresentou excelente resistência e mostrou porque era um dos favoritos para ganhar a prova masculina. O etíope foi o campeão em 2014 e na edição do ano passado terminou na segunda colocação e agora é mais um atleta com duas conquistas na Corrida Internacional de São Silvestre. Além de Admasu , outro etíope terminou entre os cinco primeiros da prova masculina. Belay Bezabh brigou na reta final pelo principal lugar da corrida e ficou com a segunda posição. Já Paul Kipchumba Lonyangata se esforçou até os metros finais para garantir a quinta posição e fechar o pódio, segundo queniano no pódio. Já o melhor brasileiro foi Ederson Vilela, que terminou na 11° posição, com um tempo de 46min59s.

Confira o pódio da prova masculina:

1: Dawitt Admasu (ETI) – 44m17s
2: Belay Bezabh (ETI) – 44m33s
3: Edwin Rotich (QUE) – 44m43s
4:  Birhanu Balew (BAH) – 45m06s
5: Paul Kipchumba Lonyangata (QUE) – 45m28s

11: Ederson Vilela (BRA) – 46m59

Fotos: Djalma Vassão

Nenhum comentário