#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Força Feminina: Comunicação esportiva tem mais um marco importante no Brasil

Parada AM: Onde estão as narradoras e as comentaristas no jornalismo esportivo? A ausência de mulheres nos espaços de narração e comentários esportivos não significa inexistência. É preciso salientar que elas já ocuparam esse espaço, mesmo que em número reduzido e de maneira pontual, como pode ser confirmado em uma rápida pesquisa na ferramenta no Google. Ao se digitar “narradoras ou comentaristas” surgem os nomes de Emma Jones, da rádio BBC de Londres, Estela Mareco, da rádio Nanawa do Paraguai, Cláudia Neumann, da rede germânica ZDF, Fernanda Gentil, da Rede Globo, Renata Silveira, que narrou um jogo da Copa de 2014 pela Rádio Globo e depois foi contratada pela Web Rádio Ultra para realizar a “transmissão mais charmosa”. Uma busca mais detalhada nos leva às brasileiras Zuleide Ranieri Dias, narradora esportiva da Rádio Rede Mulher na década de 1970, Luciana do Valle narrando a final do campeonato pernambucano de 1999, e Clara Albuquerque, que foi comentarista do canal Esporte Interativo. Neste ano de 2017, pela primeira vez na história, uma locutora narrou uma partida de Série B do Campeonato Brasileiro. Isabelly Morais, de apenas 20 anos e ainda estudante de jornalismo, transmitiu a vitória do América-MG por 2 a 0 sobre o ABC, no Independência, pela Rádio Inconfidência de Belo Horizonte.
A partida de domingo (03/12/2017) entre São Paulo e Bahia, no estádio Cícero Pompeu de Toledo às 17h, será uma marco para a comunicação esportiva brasileira. O jogo válido pela trigésima oitava rodada do brasileirão contará com transmissão de uma equipe feminina. Na narração das emoções da partida, Elaine Trevisan, nos comentários e observações técnicas e táticas, Juliane Santos, e para os detalhes de dentro e fora de campo, a repórter Natália Santana. As três compõe o time da Web Rádio Poliesportiva, que promove a primeira transmissão feminina da história do campeonato brasileiro de futebol. Na contra mão do preconceito e machismo, muitas vezes visto no futebol brasileiro, as 
superpoderosas da Poliesportiva prometem muita emoção e dedicação na partida do domingo. A transmissão poderá ser acompanhada ao vivo pelo site da web rádio, no endereço radiopoliesportiva.com.br.
Fonte de partes do texto: Leonardo Pacheco, Juliane Santos, Elaine Trevisan e Natália Santana
Imagens: Museu do Futebol, Isabelly Morais e Elaine Trevisan

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply