Últimas Notícias

Corinthians recua, e aceita alterar dia de treino aberto à torcida


No início da tarde desta quinta-feira o Corinthians cedeu e alterou o horário do treinamento aberto ao público antes da final do Paulistão. O treino agora será nesta sexta-feira (6) as 20 horas na Arena do Timão. Inicialmente seria no sábado as 10 horas da manhã.

A informação foi confirmada pelo presidente André Sanchez. "Pensei nas pessoas da cidade e também em nossos torcedores" disse o cartola.
Poucos instantes depois da declaração de Andrés, o Corinthians soltou uma nota oficial, com o seguinte conteúdo:

O Sport Club Corinthians vem a público informar a mudança do horário do treino aberto, que originalmente seria realizado no sábado (07) às 10h da manhã, para sexta-feira (06) às 20h na Arena Corinthians.
A iniciativa da torcida e da direção do clube visam preservar o bem-estar de todos os paulistanos, a paz social e evitar medidas judiciais contra a agremiação. Aqueles que se sentirem prejudicados deverão procurar o clube para reaver os donativos trocados pelo ingresso.
Hoje, mais uma vez, reiteramos o significado de ser corintiano, um torcedor que cresce na adversidade. Para nós, as coisas parecem ser sempre mais difíceis. Aqui é sempre preciso aquele esforço a mais. Aqui, quando tudo parece perdido, a gente encontra o caminho.

Torcida corintiana tem sido presença maciça na Arena em 2018 durante treinos abertos

E nesse caso o caminho é o de nossa casa, a Arena Corinthians, onde nos encontraremos para dar apoio ao Timão e onde fogos celebrarão o orgulho de sermos o que somos, corintianos.

A mudança aconteceu conta treino aberto do Palmeiras. A equipe alviverde marcou para o mesmo dia a sua atividade aberta ao público. O fato foi imediatamente contestado pela Polícia Militar e pelo Ministério Público de São Paulo.
A preocupação dos órgãos era com a segurança dos torcedores, que estariam se deslocando pela cidade de São Paulo no mesmo horário. Tanto para se chegar à Arena quanto para ir ao Allianz Parque, a torcida utilizaria a mesma linha de metrô - a vermelha.
O Ministério Público de São Paulo, na presença do promotor Paulo Castilho, ainda tentaria uma última cartada na tarde desta quinta-feira. A ideia era conversar com os presidentes de Corinthians e Palmeiras durante a reunião sobre a partida final na sede da Federação Paulista de Futebol.  No entanto, não foi necessária a conversa. 
Cerca de 41.500 torcedores já adquiriram ingressos para o treino na troca por 1Kg de alimento não perecível.
Opinião do colunista
Mais uma vez venceu a incompetência, a preguiça e a ineficácia das autoridades paulistas quanto a segurança da população. Não são mesmo capazes de oferecer segurança, nem em jogos, treinos de times de futebol ou no nosso dia a dia.

Nenhum comentário