Últimas Notícias

Em mais um jogo com destaque para a arbitragem, At Mg derrota o Corinthians em BH


Na tarde deste domingo (29), o Atlético Mineiro foi melhor e derrotou o Corinthians até então invicto por 1 a 0. O gol foi marcado por Róger Guedes aos 44 minutos da etapa final. Após a disputa de três rodadas neste Brasileirão, o Timão segue com 6 pontos, perdendo a liderança para o Flamengo. O Galo tem os mesmos 6 pontos.

O jogo
Logo no começo da partida, aos 8 minutos, o Corinthians perdeu Fagner, com problemas na coxa. Em seu lugar entrou Mantuan.
Os donos da casa buscaram o tempo todo pressionar o adversário. E aos 19 minutos, quase saiu o primeiro gol do jogo. O melhor batedor de faltas do futebol brasileiro, Otero, em mais uma cobrança de falta com perfeição, a bola explodiu no travessão da meta defendida por Cássio.
O Corinthians seguia sendo dominado, e Otero ficou mais uma vez perto de marcar. Aos 35, ele fez uma grande jogada entre três defensores do Timão e bateu rasteiro. A bola quase passou entre as pernas de Cássio, mas o goleiro conseguiu ficar com ela em cima da linha.
O Lance polêmico do jogo!!! Dois minutos depois, aconteceu a grande polêmica da partida.
Arbitragem invalida gol de Róger Guedes após consulta ao quarto árbitro
Depois de cobrança de escanteio pela direita do ataque, a bola sobrou na esquerda com Ricardo Oliveira. A bola tocou na trave, Róger Guedes encheu o pé e abriu o placar. Depois de muita reclamação do lado do Corinthians e festa do Atlético, o lance foi anulado.
O árbitro Dewson Freitas, que já tinha corrido para o centro do campo e dado cartão amarelo para Cássio, por reclamação, voltou atrás após consultar o auxiliar da linha de fundo. Este diz ter visto que o desvio de Ricardo Oliveira que fez a bola tocar na trave foi feito com o braço.
Depois do lance, a torcida se revoltou com a arbitragem e começou a gritar “Vergonha” e “A CBF voltou”.
Porém, antes do término da primeira etapa, o Corinthians também ficou na bronca com o árbitro. Aos 44, Maycon tabelou com Clayson e, dentro da área, caiu reclamando pênalti. Nada foi marcado.
Na etapa final, Clayson saiu para a entrada de Emerson Sheik e o Corinthians passou a figurar um pouco mais no campo de ataque. Só que as chances reais de gol seguiam sendo do Galo mineiro.
Aos 21, Ricardo Oliveira, fez bela jogada esquerda do ataque, passou por Balbuena e bateu cruzado. O chute rasteiro foi interceptado por Cássio com a ponta dos dedos. A bola cruzou a frente do gol antes de se perder pela linha de fundo.
Aos 35, mais uma bola na trave. Desta vez Gustavo Blanco foi quem avançou pela direita, invadiu a área e cruzou. A bola foi direta na trave enquanto Cássio ficou observando.
Seis minutos depois, a pressão surtiu efeito. Patric evitou a saída da bola e cruzou para Róger Guedes, que com o peito, empurrou para o gol. O Corinthians ainda reclamou que a bola teria saído e também de uma suposta falta em Mantuan, mas, desta vez, a arbitragem não voltou atrás.
A sequência
Na quarta-feira, às 19:30 hs, o Atlético-MG recebe a Chapecoense pela Copa do Brasil, enquanto, às 21:45 hs, o Corinthians joga contra o Independiente pela Copa Libertadores na sua Arena.
Já pelo Brasileirão, o Galo enfrentará o São Paulo no sábado (5), às 19 horas. O Timão receberá em sua Arena o time do Ceará no domingo, às 11 horas da manhã.
FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 X 0 CORINTHIANS
Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 29 de abril de 2018 (Domingo) as horas
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Cartões amarelos: Roger Guedes, Adilson, Ricardo Oliveira, Elias (Atlético-MG) Gabriel, Romero, Maycon (Corinthians)

Gol: Roger Guedes 41' do 2º tempo (Atlético MG)
ATLÉTICO-MG: Victor; Patric, Bremer (Mateus Galdezani), Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Elias), Otero, Luan (Alerrandro) e Roger Guedes; Ricardo Oliveira Treinador: Thiago Larghi
CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Mantuan), Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Romero, Mateus Vital, Rodriguinho (Marquinhos Gabriel) e Clayson (Emerson Sheik) Treinador: Fábio Carille

Nenhum comentário