Colunas

Motivos para se acompanhar a final da Copa do Mundo


Não dá para afirmar que chegaram as duas melhores seleções à final da Copa o Mundo da Rússia. Mas sem dúvida, as duas equipes mais eficazes estarão duelando em Moscou no próximo domingo, dia 15 de julho, ao meio-dia (horário de Brasília).


E eu entendo que posso dar alguns motivos para você acompanhar esta que, deve ser uma grande final entre franceses e croatas.

As duas seleções chegam até a decisão invictas. A França passou pela fase de grupos com duas vitórias (Austrália e Peru) e um empate (Dinamarca). Na fase eliminatória despachou Argentina, Uruguai e Bélgica. A Croácia tem uma campanha melhor ainda. Bateu Nigéria, Argentina (com direito a baile) e a Islândia na primeira fase, numa chave antes chamada de “grupo da morte”. Na fase eliminatória, mandou para casa mais cedo a Dinamarca, a Rússia e agora eliminou os tradicionais ingleses.

Outro motivo, são as presenças de grandes jogadores como Modric. Rakitic, Mbappé, Griezmann, Kanté, Pogba, além dos goleiros candidatos a melhores da copa em suas posições (Lloris e Subasic). Aliás, essa final deverá premiar o melhor jogador da Copa.

Mbappé x Modric. Bem possível que o melhor jogador da Copa do Mundo saia deste confronto

Outro fato que pode apimentar o jogo, pode ser o desgaste dos croatas até aqui. Desde a fase de oitavas de final, o time disputou três prorrogações, e isso pode pesar fisicamente. Somando o tempo de prorrogação e acréscimos, o time croata jogou 104 minutos a mais que os “Le Bleus”.

Para a França, ficou a missão de superar o “trauma” da Eurocopa de 2016, inclusive assumido pelos próprios atletas franceses. Após eliminarem a Alemanha, davam como certa a conquista do título diante de Portugal, ainda mais quando Cristiano Ronaldo deixou aquele jogo com menos de 10 minutos.

França e Croácia já duelaram em quatro jogos. O mais importante desta pequena história aconteceu na copa de 1998, na França. Na ocasião, triunfo francês pelo placar de 2 a 1. A Croácia, na época, tinha boa geração com jogadores como Boban, Prosineck e o artilheiro daquele mundial com 6 gols, Davor Suker.

Mas esta Croácia é melhor. Olho aberto França. 
O retrospecto geral entre as duas seleções é de 4 jogos (3 vitórias da França e 1 empate).

Nenhum comentário