Notícias

Pelo bem do futebol, Felipe Melo precisa ser banido do futebol


O Palmeiras conseguiu sua classificação na noite de ontem frente ao Cerro Porteño do Paraguai. Um jogo que tinha tudo para ser tranquilo, quase foi por água abaixo por conta de um tumor do esporte. Felipe Melo.


Admiro quem releve e defenda as atitudes deste sujeito e ainda mais quem ficou surpreso com mais uma atitude descontrolada e criminosa desse vulgo jogador de futebol.

Quem é do meio e acompanha o esporte, sabe que ele gosta de machucar seus adversários. Talvez seja uma maneira de sentir mais homem.

Seu histórico é o de prejudicar os times onde atua. Foi assim em 2010 com a camisa da seleção brasileira nas quartas de final da Copa na África, onde ele disse que “não entrei para machucar, mas se quisesse machucar saberia como fazer”. 

Felipe Melo na Copa em 2010, pisando em Robben, que já estava no chão.

Com as camisas de Internazionale, Galatasaray e agora Palmeiras, cada jogo cabe uma aposta – com quantos minutos tomará amarelo ou quando será expulso?

Só em 2018 são 18 amarelos e 2 vermelhos. Vale a pena ter um jogador desses em seu elenco?

Felipe Melo no lance em que foi expulso aos 3 minutos de jogo contra o Cerro Porteño

Um cara que consegue afirmar publicamente que se precisar dar tapa em cara de uruguaio, vai dar. E deu. E ainda consegue xingar, bater boca com todo mundo e dar glória a Deus na mesma frase. Ridículo!

Incontrolável, maldoso, irresponsável, criminoso e violento. E ainda há quem o defenda e o aplauda. Ainda o chamam de guerreiro.


Felipe Melo precisa ser banido do futebol, partindo do princípio que esporte é saúde, ele significa um perigo enorme para os seus adversários, e também para aqueles que tem coragem de criticá-lo.

Como amante do futebol, prefiro parar por aqui, e torcer para que o futebol sempre prevaleça. Com Felipe Melo em campo, infelizmente, não conseguimos falar de bola, só de violência.


Nenhum comentário